Cookies: O nosso site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no site está a concordar com a Política de Cookies. Saiba mais aqui. Continuar
Fechar
A campanha mudou, mas o seu Saco de Pedidos não sofreu alterações.
Por mudar de campanha, o seu Saco de Pedidos foi atualizado.
Violência Doméstica

Violência Doméstica

Pode afetar todos, independentemente do estrato social, raça, etnia, orientação sexual ou religião.

Campanha Contra a Violência Doméstica

A Violência Doméstica define-se como um padrão de abuso com o objetivo de estabelecer ou manter poder e controlo sobre a vítima. Pode ocorrer ocasionalmente ou de forma contínua e habitualmente tende a piorar com o passar do tempo. Não conhece fronteiras: a Violência Doméstica pode afetar todos, independentemente do estrato social, raça, etnia, orientação sexual ou religião.

Para ajudar a falar sobre este tema. a AVON Foundation For Women lançou a iniciativa Speak Out Against Domestic Violence.

Em Portugal a AVON apoia a luta da APAV contra a Violência Doméstica.

O apoio da AVON a causas próximas do bem-estar das mulheres sempre fez parte da estrutura da marca, que desde 2009 apoia a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) através da venda de produtos cujas receitas revertem a 100% para esta causa.

 

Em 2019, a AVON realizou uma doação de 12.000€ a esta instituição, que terá como destino as Estruturas de Acolhimento da APAV, que abrigam mulheres e crianças vítimas de violência doméstica.

Entre 2009 e 2018, a AVON conseguiu angariar 81 mil euros para a APAV. Esta Campanha Global Contra a Violência Doméstica é levada a cabo pela AVON em todos os países onde se encontra e passa também pelo apoio a programas de consciencialização e educação.

 

Violência Doméstica
#IsoladasSimSozinhasNão
A Avon une-se às empresas do grupo Natura & Co para apoiar sobreviventes de violência doméstica durante a pandemia de coronavírus

Durante a pandemia de coronavírus, mulheres e crianças que já correm risco de violência doméstica tornaram-se cada vez mais vulneráveis: uma consequência não intencional das medidas de isolamento que deixam as sobreviventes presas em casa com os seus agressores.

As marcas do grupo Natura & Co, Avon, Natura, The Body Shop e Aesop estão a unir-se a organizações nacionais e internacionais que prestam serviços de linha de frente a sobreviventes de violência doméstica para ajudar mulheres em risco.

A nossa campanha, #IsolatedNotAlone #IsoladasSimSozinhasNão aumenta a consciencialização sobre o assunto, indica ajuda para quem precisa e solicita aos governos de todo o mundo que expandam fundos e recursos para lidar com o aumento da incidência de violência.

Mostre o seu apoio

Partilhe hoje a nossa chamada à ação nos seus canais das redes sociais - adicione a hashtag #IsolatedNotAlone #IsoladasSimSozinhasNão nos seus posts!



#IsoladasSimSozinhasNão

Unidos pelos sobreviventes de violência doméstica

Aos nossos governos, líderes e legisladores:

À semelhança do COVID-19,  a violência doméstica não conhece fronteiras geográficas ou demográficas. É uma epidemia silenciosa que se estima afetar a vida de 35% das mulheres por todo o mundo e que comumente se se esconde atrás de portas fechadas.

E agora, durante a pandemia do coronavírus, essas mulheres e crianças estão ainda mais vulneráveis ao abuso doméstico: uma consequência não intencional das medidas de isolamento que deixa sobreviventes presas em casa com os seus agressores.

As organizações na linha da frente ao apoio à mulher estão já a verificar um aumento significativo nos casos de violência doméstica, resultando numa procura acrescida por serviços de apoio.

Apoiando o apelo da UN Women para dar prioridade às sobreviventes de violência doméstica durante este período, a Natura & Co e a sua família de marcas – Avon, Natura, The Body Shop e Aesop – estão a juntar-se às organizações nacionais e internacionais que prestam serviços de “linha da frente” aos sobreviventes de violência doméstica. Pedimos respeitosamente que assegurem que as mulheres e crianças em risco – particularmente em meios socialmente desfavorecidos – nos vossos países, cidades e comunidades têm o apoio e os recursos que necessitam.

No espírito de colaboração e solidariedade, acreditamos ser importante:

  1. Doar fundos a serviços especializados no apoio a mulheres e crianças em risco de violência doméstica – incluindo abrigos, linhas de apoio e outros recursos – e assegurar que tais meios são expandidos onde necessário para lidar com a incidência acrescida de violência.
  2. Manter a violência doméstica na consciência pública com campanhas de sensibilização para assegurar que o problema não é ignorado.
  3. Declarar “serviços essenciais” os abrigos para sobreviventes de violência doméstica e levantar restrições aos sobreviventes para os quais isolamento em casa seja a opção que maior risco coloque as suas vidas.

Na Natura & Co, acreditamos que as empresas podem e devem ser uma força em prol do bem comum. Juntas, as nossas quatro marcas representam a maior rede de mulheres do mundo, unido mais de seis milhões de revendedoras e consultoras e 40 000 colaboradores com 200 milhões de consumidores em 110 países. Juntos, podemos fazer a diferença, e é isto que nos impele a apoiar os sobreviventes de violência doméstica com a nossa campanha #IsoladasSimSozinhasNão:

  1. A Avon Foundation doou 1 milhão de dólares a grupos de apoio a sobreviventes de violência doméstica por todo o mundo que se dedicam a iniciativas de base e de impacto direto.
  2. A Avon, Natura, The Body Shop e Aesop irão doar conjuntos de cuidados pessoais essenciais a abrigos nos seus mercados locais, encorajando os seus clientes a doar localmente.
  3. Cada marca irá sensibilizar o público através dos seus canais em redes sociais para dar apoio a sobreviventes, aos seus amigos e famílias, dando direções de ajuda e partilhando conselhos para se manter em segurança.

Neste momento difícil e extraordinário, muito agradecemos os esforços dos nossos governos, empresas e comunidades para nos proteger a todos da pandemia do coronavírus. O nosso pedido é que não se permita que as sobreviventes de violência doméstica se tornem vítimas escondidas e esquecidas desta terrível situação.

Em solidariedade,

{{UI.LoadingMessage}}
[View|Representative_Attach_Not_Available]